Congresso Paranaense de Biomedicina, I Congresso de Biomedicina Estética do Paraná, I Simpósio de Ciências Forenses e Laboratoriais, I Encontro das Mulheres Biomédicas

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

O PANORAMA DAS MULHERES BIOMÉDICAS NO ESTADO DO PARANA

Palavras-Chave

Ascensão profissional feminina; mulher biomédica; Mercado de trabalho.

Fundamentação/Introdução

A participação das mulheres no mercado de trabalho formal no Paraná foi de 42,4% em 2012 para 43,4% em 2018 conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), subindo 6,13% o número de mulheres ocupadas no Paraná. Acompanhando este crescimento, mais de forma mais acelerada o número de biomédicas no estado do Paraná tem crescido exponencialmente nos últimos anos, fazendo com que as mulheres sejam mais notadas nesse meio.

Objetivos

Demonstrar a posição das mulheres biomédicas no mercado de trabalho do Paraná.

Delineamento e Métodos

Esse trabalho tem caráter de pesquisa, a partir de dados obtidos do Ministério do trabalho, conselho regional de Biomedicina e dados observacionais. Mediante a utilização de palavras chaves em plataforma de dados e sites específicos da saúde: Ascensão profissional feminina; mulher biomédica; Mercado de trabalho.

Resultados

Ao longo dos anos as mulheres vêm se destacando cada vez mais no mercado de trabalho, e não seria diferente na biomedicina. Atualmente as mulheres representam quase 90% na área biomédica, sendo mais de 3.047 mil pessoas físicas e 200 jurídicas inscritas no Conselho Regional de Biomedicina da 6ª Região. Apesar desse crescimento, uma pesquisa realizada em 2018 aponta que 30% das mulheres deixam o mercado de trabalho para cuidar dos filhos, e apenas 7% dos homens enfrentam essa situação. Há estudos que comprovam a dificuldade delas em alcançar as áreas mais duras da biomedicina e cargos de maior prestigio. Sabemos que essa dificuldade não é devido a sua incapacidade intelectual, mas sim baseada na desigualdade de gênero, resultando de relações sociais e de poder que a sociedade construiu. As mulheres são grande maioria dentro das universidades e como profissionais da área de saúde. Visando esse cenário Janaina Naumann a primeira presidente mulher do conselho regional de biomedicina do Paraná, fundou o projeto mulheres biomédicas, que visa o empoderamento e reafirmação das mulheres no mercado de trabalho, valorizando e reconhecendo as mulheres desde os primeiros anos acadêmicos até a sua iniciação no mercado de trabalho.

Conclusões/Considerações finais

O avanço da mulher na biomedicina é resultado de muito esforço e incentivo como podemos encontrar no projeto mulheres biomédicas. Todo esse apoio contribuiu para mostrar a capacidade que elas têm de superar muitos obstáculos e enfrentar discriminação existente. Quebrando as barreiras existentes iremos alcançar o reconhecimento do trabalho feminino.

Área

Tema livre

Instituições

Centro Universitario Campos de Andrade - Parana - Brasil

Autores

MARIA LUIZA NASCIMENTO , FATIMA CORREIA, RAFAELA FRANCIELE MONTANUCCI, MARINELLE PIRES PAGKALIS, WILLIAN HADIAK