Congresso Paranaense de Biomedicina, I Congresso de Biomedicina Estética do Paraná, I Simpósio de Ciências Forenses e Laboratoriais, I Encontro das Mulheres Biomédicas

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

OLEO ESSENCIAL DE LARANJA: UM PROMISSOR FARMACO DE PROPRIEDADES ANSIOLITICAS

Palavras-Chave

Ansiedade; Aromaterapia; Óleo essencial de laranja.

Fundamentação/Introdução

Os óleos essenciais de plantas são substâncias fitoterápicas que possuem efeitos farmacológicos e geram benefícios a saúde do homem. O óleo essencial de laranja (OEL) faz parte da família Rutaceae, sendo o Brasil um dos principais produtores da fruta. O princípio ativo responsável pelas ações do deste óleo essencial é o d-limoneno, o qual representa até 93% da composição do óleo. Esta substância tem propriedades ansiolíticas, e anti-hipertensivas

Objetivos

Com isso, o objetivo do presente trabalho foi investigar através de uma revisão narrativa da literatura, os efeitos ansiolíticos e a forma de uso do óleo essencial de laranja.

Delineamento e Métodos

Foram pesquisados estudos relacionados aos descritores: “Oil Essential Orange”, “anxiety” e “aromatherapy” nas plataformas de busca: “Scielo e PubMed”. Foram inseridos artigos publicados a partir de 2000.

Resultados

Em estudos experimentais, observou-se que em camundongos que receberam a administração do OEL, na concentração de 2,5%, houve uma diminuição da emocionalidade dos animais. Este parâmetro é relacionado à ansiedade e exploração da novidade. Essa resposta pode estar correlacionada com a ativação do sistema olfativo pelos componentes voláteis presentes no óleo, sugerindo uma possível ação central. Em um estudo em humanos, foi realizada uma avaliação em 96 mulheres nulíparas em trabalho de parto. Após a inalação do OEL (duas gotas a 2%, por 20 minutos) demonstrou-se uma redução da ansiedade e tensão, quando comparadas com o grupo controle que recebeu placebo. Em crianças, o OEL também tem se mostrado um promissor ansiolítico. Em um trabalho avaliando consultas odontológicas, a inalação do OEL, por meio de um difusor de ambientes, indicou diminuição do nível de ansiedade e estresse, através da dosagem do cortisol salivar.

Conclusões/Considerações finais

O OEL corresponde a 1/3 da produção de óleos essenciais no mundo. Entretanto, estudos ainda são necessários para descrever seu mecanismo de ação, e toxicidade. Porém, seu uso inalatório mostrou-se como um promissor ansiolítico tanto em humanos quanto em animais.

Área

Tema livre

Instituições

Pontifícia Universidade Católica do Paraná - Parana - Brasil

Autores

MARIA THERESA SCHEFFER PEREIRA DA SILVA, JACKELINE MARTINS EBERHARDT DE SOUZA, CAMILLA LAZZARETTI