Congresso Paranaense de Biomedicina, I Congresso de Biomedicina Estética do Paraná, I Simpósio de Ciências Forenses e Laboratoriais, I Encontro das Mulheres Biomédicas

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

MODELAGEM E IMPRESSÃO 3D DE MODELO DE INTESTINO GROSSO

Palavras-Chave

impressão tridimensional, modelos anatômicos, ensino, educação clínica.

Fundamentação/Introdução

A integração entre ciência biomédica e tecnologia vem contribuindo para a educação tanto de estudantes quanto de pacientes acerca de suas enfermidades. A tecnologia de manufatura aditiva ou impressão 3D permite a produção de modelos paciente-específicos com fidelidade anatômica capaz de promover conhecimentos e habilidades dos estudantes de anatomia. Enquanto computadores e monitores oferecem a perspectiva bidimensional de uma estrutura tridimensional (3D), a réplica da anatomia permite interação sensorial tátil e visual melhorando a compreensão de condições anatômicas normais e patológicas.

Objetivos

O objetivo deste estudo foi imprimir um modelo anatômico de intestino grosso de um indivíduo adulto com características relevantes à compreensão da anatomia e útil como modelo didático para pacientes acometidos por doenças colorretais.

Delineamento e Métodos

Foi utilizada uma tomografia computadorizada de paciente do sexo feminino, obtida no repositório online de imagens médicas Medical Volume Explorer. O arquivo DICOM foi importado para o software InVesalius® 3.1. onde foi selecionada a densidade correspondente ao tecido do intestino grosso (IG) a fim de delimitar o segmento colorretal para renderização e obtenção de arquivo stl (StereoLiThography). A modelagem do objeto 3D a partir do arquivo stl foi realizada empregando-se o software MeshMixer® 3.3 e consistiu em isolamento do segmento de IG, aplicação de máscaras e correção da geometria. O protótipo foi impresso em ácido poliláctico (PLA) por processo de fusão e deposição em impressora 3D Cloner.

Resultados

Foi obtido um protótipo de IG medindo 16,5cm no sentido latero-lateral, 23cm no sentido craniocaudal e 11cm no sentido dorsoventral. A anatomia macroscópica foi adequadamente representada nos segmentos ceco, apêndice vermiforme, cólon e reto e canal anal. O apêndice vermiforme apresenta-se preso à superfície póstero-medial do ceco. Os segmentos ascendente, transverso e descendente do cólon foram bem delimitados pelas flexuras direita e esquerda e podem ser observadas tênias e haustras e toda a sua extensão. A inclinação do cólon sigmóide demonstra a sua posição intraperitoneal e segue no sentido póstero-inferior como reto.

Conclusões/Considerações finais

O modelo 3D de IG impresso em PLA apresentou características anatômicas satisfatórias para o ensino tanto de estudantes de anatomia quanto para o esclarecimento de pacientes acerca de condições patológicas que acometem o Intestino Grosso.

Área

Tema livre

Instituições

Universidade Federal do Paraná - Parana - Brasil

Autores

LUIZ EDUARDO OLIVEIRA LISBOA, MARIA FERNANDA TORRES